" Blog da Horta Biológica: 3 Tipos de Açafrão?! | 3 Types of Saffron?!

3 Tipos de Açafrão?! | 3 Types of Saffron?!

Scroll down for English version....

Sim, é verdade! Ao efectuar as nossas pesquisas, em busca de formas de combater o mal de Alzheimer, descobrimos que existem 3 tipos de Açafrão. Como já tivémos casos na família, decidimos procurar alimentos que ajudem a proteger o cérebro da forma mais natural possível. Embora a hereditariedade do mal de Alzheimer seja questionada, o que é inquestionável é o facto de a incidência desta doença degenerativa ser cada vez maior.

Sempre ouvimos dizer que o consumo do Açafrão está ligado à baixa taxa de incidência de Alzheimer na Índia. Os números são, de facto, impressionantes, pois a Índia tem mais de 1 bilhão de habitantes e, estudos epidemiológicos levados a cabo entre 1994-2000, revelaram que a prevalência de demência acima dos 65  anos de idade tinha uma taxa média de 1,3%, ao passo que na Europa a média foi de 9,4%. Que diferença!

Muito embora não haja uma forte base científica, pensa-se que essa baixa incidência estará ligada à alimentação, mais precisamente ao Açafrão, ingrediente utilizado em muitos pratos naquele país.



Ao procurar mais informação sobre o Açafrão (o qual pensávamos ser "um e mais nenhum") descobrimos que...afinal havia outra!...ou outros! Mas...e agora?! Qual deles é?!

Antes de falarmos de cada um, fiquem a saber que o Açafrão é uma especiaria muito apreciada desde o Antigo Egipto e ao longo da história o seu preço sempre foi  (e continua a ser) muito elevado o que fez com que outras plantas de características semelhantes começassem também a ser denominadas de Açafrão. Embora tenhamos encontrado 3, é provável que possam existir outras espécies.

E as 3 espécies são...


Carthamus tinctorius L.

Foto: Wikipedia


Esta planta é nativa do Irão, Índia e África. Foi trazida da Índia para Portugal na época dos descobrimentos juntamente com outras especiarias. Pertence à família Asteraceae, a mesma dos Malmequeres e Margaridas. Tem vários nomes comuns tais como Açafrão-bastardo, Falso-Açafrão, Cártamo e Açafroa.

As flores, sementes e óleo desta planta têm várias aplicações medicinais, gastronómicas e até cosméticas. Apesar das suas propriedades, não é esta planta que é associada aos bons resultados na prevenção do mal de Alzheimer.

Assim, continuámos à procura...


Crocus sativus L.

Foto: KENPEI - CC BY-SA 3.0, Wikipedia


Esta planta é o verdadeiro Açafrão. É originária da Índia, mas quem a introduziu em Portugal foram os Árabes no século IX. O Açafrão é extraído dos estigmas vermelhos da flor e o rendimento é muito baixo fazendo desta a especiaria mais cara do mundo. Para terem uma ideia o preço médio do Açafrão nos mercados internacionais varia entre os 1000€ e os 3000€/kg. O Açafrão que compramos no supermercado não é extraído desta planta pois, com os preços praticados, 1g poderia custar entre os 10€ e os 30€...ou até mais!

Esta planta pertence à família Iridaceae, a mesma dos Gladíolos, e os seus nomes comuns são Açaflor, Açafrão-verdadeiro e Flor-de-Hércules. O Açafrão-verdadeiro tem também vários usos medicinais devido ás suas propriedades que ajudam a combater o colesterol, as dores abdominais, a perda de memória, depressão e até os tumores. No entanto, também não é esta a planta associada aos baixos níveis de demência.

Procurámos mais um pouco e encontrámos o terceiro tipo de Açafrão...


Curcuma longa L.  

Foto: H. Zell - CC BY-SA 3.0, Wikipedia

A Curcuma é nativa da Índia e outros países do sul da Ásia. É conhecida como Açafrão-da-Índia e pertence à familia Zingiberaceae, a mesma do Gengibre. Tem outros nomes comuns como Açafrão-da-terra e Turmérico.

Esta planta tem um componente denominado Curcumina ao qual se atribui a baixa taxa de incidência de Alzheimer na Índia.

Finalmente encontrámos o que estávamos à procura!! Yeah!! E o melhor de tudo é que o pó de Curcuma...ou Açafrão, pode ser extraído em casa sem grandes dificuldades nem grandes despesas.

Fiquem então a conhecer os benefícios desta planta que mais parece ser milagrosa.


Benefícios da Curcuma

A Curcuma, mais precisamente a Curcumina, tem incontáveis benefícios. Até à data, estudos científicos apontam os seguintes resultados:

  • Diminuição da taxa de incidência de demência
  • Redução dos níveis de colesterol
  • Prevenção de infecções graves
  • Protecção e tratamento das perturbações do aparelho digestivo
  • Estabilização do peso
  • Fluidez do sangue
  • Equilíbrio dos níveis de açúcar do sangue

A Curcumina tem então propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes, antibacterianas e antitumorais. Por todas estas propriedades é indicada na prevenção e tratamento de várias doenças tais como diabetes, mal de Alzheimer, carcinomas, artrites e outras doenças crónicas.

É claro que cada organismo reage de maneira diferente o que faz com que as propriedades da Curcumina possam ter efeitos espantosos em algumas pessoas e poucos resultados noutras. De todas as maneiras, os benefícios são muitos e vale muito a pena tentar!

A imagem a cima mostra a flor, mas o que é utilizado para extraír o pó são os rizomas (ou raízes) da planta, que podem ver na imagem em baixo.



Querem saber como se faz pó de Curcuma em casa? Vejam aqui: Como fazer pó de Curcuma...ou Açafrão

Muito nos têm perguntado onde comprar o pó ou os rizomas. De facto, não é muito fácil encontrar, especialmente para quem não mora em grandes cidades com fácil acesso a todo o tipo de produtos. Nós compramos online, pois é mais fácil encontrar quantidades maiores a preços mais baixos. Aqui ficam os produtos que compramos e recomendamos pela sua alta qualidade.


















Esperamos que este post vos tenha ajudado, tanto quanto nos ajudou a nós, a encontrar pelo menos uma forma de prevenir o mal de Alzheimer e, esperançosamente, ter mais saúde e qualidade de vida, hoje e sempre.





************


English Version | 3 Types of Saffron?!

Yes, it's true! When researching ways to fight Alzheimer's disease, we found that there're 3 types of saffron. Some of our relatives suffered from Alzheimer's, so we decided to look for foods that help protect the brain as naturally as possible. Although heredity of Alzheimer's disease is questioned, what is unquestionable is the fact that the incidence of this disease is increasing.

We've always heard that usage of saffron is related to the low incidence rate of Alzheimer's in India. The numbers are indeed impressive, because India has more than 1 billion inhabitants and epidemiological studies carried out between 1994-2000 revealed that the prevalence of dementia above 65 years of age had an average rate of 1,3% while in Europe the average was 9,4%. What a difference!

Although there's no strong scientific basis, it is believed that this low incidence might be related to food, more specifically to saffron, an ingredient used in many dishes in that country.


When we searched for more information about saffron (which we thought was "one of a kind") we discovered that there was more than one! Now what?! Which one should we go for?!

Before we speak of each one, let us say that saffron is a spice very much appreciated since the Ancient Egypt and throughout history its price has always been (and still is) very high. Because of this, other plants with similar characteristics began to be named after saffron as well. Although we've found 3, it is likely that there may be other species.

And the 3 species are...


Carthamus tinctorius L.

Foto: Wikipedia

This plant is native to Iran, India and Africa. It was brought from India to Portugal at the time of the discoveries along with other spices. It belongs to de family Asteraceae, the same as Marigolds and Daisies. Its common name is Safflower. 

The flowers, seeds, and oil of this plant have various medicinal, gastronomic, and cosmetic applications. Despite its properties, this is not the plant that's been associated to good results in the prevention of Alzheimer's disease.

So we kept searching...


Crocus sativus L.

Foto: KENPEI - CC BY-SA 3.0, Wikipedia


This plant is the real saffron. It is native to India, but was introduced in Portugal by the Arabs in the 9th century. Saffron is extracted from the red stigmas of the flower and its yield is very low, which makes saffron the most expensive spice in the world. To give you an idea, the average price of saffron in international markets varies between €1000 and €3000 per kg. The saffron we buy at the supermarket is not extracted from this plant, because with these prices 1g could cost between €10 and €30...or even more!

This plant belongs to the family Iridaceae, the same as the Gladiolus, and its common names are saffron-crocus or autumn-crocus. The real saffron also has several medicinal uses because of its properties that help fight cholesterol, abdominal pain, memory loss, depression and even tumors. However, this is not the plant associated to low levels of dementia.

We searched a little bit more and found the third type of saffron...


Curcuma longa L.  

Foto: H. Zell - CC BY-SA 3.0, Wikipedia


Known as Turmeric, this plant is native to India and other countries in South Asia and belongs to the family Zingiberaceae, the same as ginger.

This plant has a component called Curcumin, which is associated to the low rate of Alzheimer's incidence in India. 

We finally found what we were looking for!! Yeah!! And the best thing is that turmeric powder...or saffron can be extracted at home without great difficulties or expenses. 

Get to know the benefits of this plant that seems to be miraculous.


Turmeric Benefits

Turmeric, most specifically its component Curcumin, has countless benefits. Up to now, scientific studies have shown the following results: 

  • Decrease of dementia incidence
  • Reduction of cholesterol
  • Prevention of serious infections
  • Protection and treatment of disorders of digestive system
  • Weight stabilization
  • Blood fluidity
  • Balance of blood sugar levels


Curcumin has anti-inflamatory, antioxidant, antibacterial and anti-tumor properties. For all these properties it is indicated in the prevention and treatment of various diseases such as diabetes, Alzheimer's, carcinomas, arthritis and other chronic diseases.

Of course, each body reacts differently, which means that properties of turmeric can have amazing effects on some people and few results on others. Anyway, the benefits are huge and it's worth trying!

The image above shows the flower, but it's the rhizomes (or roots) of the plant that are used to extract the powder. You can see the rhizomes in the image below.




Do you want to know how to make turmeric powder at home? See here: How to make turmeric powder...or saffron

Our readers have been asking where to buy turmeric powder or the rhizomes. In fact, they are not easy to find, especially for people who don't live in big cities with easy access to all kinds of products. We buy online for it is easier to find bigger quantities at lower prices. Here are the products that we buy and recommend for their high quality.



















We hope this post has helped you as much as it helped us to find at least one way to prevent Alzheimer's disease and, hopefully, be healthier and have more quality of life, now and always.  

12 comentários:

  1. Muito interessante, é sempre bom saber estas coisas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sónia. É verdade. No que diz respeito à saúde haverá sempre algo de novo e interessante a descobrir ;)

      Eliminar
  2. desconhecia que existe mais do que uma qualidade de açafrão. as flores das plantas são muito bonitas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Rosário! Nós também pensávamos que o Açafrão era só um. Quanto mais pesquisamos mais nos surpreendemos com o que a Natureza tem para nos ensinar.

      Eliminar
  3. Que interessante. Eu adoro açafrão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma planta incrível! O aroma e o sabor são muito especiais e ainda por cima faz bem...a tudo :)

      Ana

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Aprendi a fazer ,mas quem me ensinou mandou adicionar fubá.É correto?

      Eliminar
    2. Olá Maria Helena :)
      Ao fazer o pó de curcuma não precisa adicionar nada. Há quem adicione sal, fubá e até açúcar, mas nada disso é necessario nem realmente saudável. A curcuma, quanto mais próxima do seu estado natural, melhor.

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Olá Ciremar :)
      O método é totalmente diferente. Para obter paprica o processo é mais simples, pois basta fazer a moagem das sementes.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...