" Blog da Horta Biológica: Como Fazer a Poda Verde - Guia Simples e Prático Para a Poda de Verão

Como Fazer a Poda Verde - Guia Simples e Prático Para a Poda de Verão

Neste post vamos falar sobre a poda verde nas árvores de fruto. As árvores que podámos para este post foram árvores de citrinos. Os princípios da poda verde são os mesmos para todas as árvores, mas é importante saber que as árvores de citrinos requerem menos poda do que as outras árvores. Se forem demasiado podadas, demorarão muito tempo a recuperar e a voltar a frutificar. As árvores de citrinos são perenes, ou seja, não perdem a folha, por isso não têm realmente um período de dormência. O período ideal para podar as árvores de citrinos será entre a colheita dos frutos e a nova floração, o que acontece durante a primavera. Ainda assim, pode ser feita a poda verde ou poda de verão. Embora existam vários tipos de poda, dos quais falaremos noutro post, a poda verde tem de ser muito leve, apenas para fazer uma pequena limpeza. Quer as árvores sejam jovens ou amadurecidas, é necessário vigiá-las para que se mantenham saudáveis e produtivas.

Criámos este guia de poda verde para que possam podar as vossas árvores de forma cuidada e segura. Para uma melhor compreensão, vejam também o nosso video explicativo no final do post.





Quando Fazer a Poda Verde?


Embora já tenhamos mencionado que a poda verde é feita no verão, existe outra curiosidade. Algumas pessoas organizam as suas tarefas agrícolas com base nas fases da lua. Este é um costume ancestral. Habitualmente, nós não o fazemos, com excepção das podas. Durante o quarto minguante, há baixo fluxo de seiva, por isso há menos probabilidade de as árvores libertarem seiva após o corte. Deve-se evitar fazer a poda em dias chuvosos, assim como nas primeiras horas da manhã antes de ter dissipado o orvalho, a fim de evitar acumulação de água nos cortes efectuados, o que poderia causar o aparecimento de fungos.


O Que Usar Para O Corte?


Num trabalho de poda, dependendo da grossura e altura dos ramos, poderão ser necessárias as seguintes ferramentas:

  • Tesoura de poda
  • Tesourão de poda / corta-ramos
  • Serrote de poda
  • Vara de poda para as árvores altas
  • Motosserra ou serra sabre para ramos mais grossos
Tendo em conta que esta é uma poda leve, poderá ser necessário apenas as tesouras de poda e, eventualmente, o serrote.

Deixamos aqui alguns links onde podem ver o material caso tenham dúvidas acerca do que se trata.


Tesoura
Corta-ramos
Serrote
Vara
Motosserra
Serra Sabre
















Outros Materiais Importantes

  • Luvas de jardinagem
  • Álcool etílico e um pano para desinfecção do material
O material de poda deve ser sempre bem afiado e desinfectado antes da utilização em cada árvore, a fim de evitar que uma árvore doente passe doenças e pragas para outras árvores saudáveis.


O Que Cortar?


É sempre importante lembrar que a poda verde não se trata de uma grande poda, mas apenas de uma pequena limpeza da árvore. Antes de iniciar os cortes deve-se examinar a árvore a fim de identificar:

  • Ramos que crescem para dentro da copa
  • Ramos que se cruzam
  • Ramos secos, danificados ou doentes
  • Ramos ladrões originários do enxerto e do porta-enxerto
  • Ramos que estão demasiado compridos e queremos encurtar


Porque Cortar?


Ramos que crescem para dentro da copa têm de ser cortados para abrir o centro da árvore. Excesso de ramos faz com que todos os ramos no geral fiquem mais enfraquecidos. Ao escolher os melhores e cortar os mais fracos, os ramos ficarão mais fortes para suportar o peso dos frutos. Por outro lado, também se cria mais espaço para melhor circulação de ar, para que a luz solar alcance todos os frutos e para ter mais fácil acesso ao interior da copa caso venha a ser necessário pulverizar a árvore contra pragas e doenças. No entanto, uma copa arejada e com luz,  por si só, ajuda muito a evitar a formação de fungos e, consequentemente, a diminuir a necessidade de pulverização. Na poda verde, cortar os ramos que crescem para o interior também permite definir e balancear a forma da copa ao longo do tempo. É importante lembrar que os ramos horizontais são mais produtivos, por isso deve-se cortar os ramos verticais.

Ramos que se cruzam competem entre si e prejudicam tanto o crescimento como a frutificação um do outro. Deve-se cortar os que estiverem a crescer em direcção ao centro da copa e favorecer os que estiverem a crescer para fora, pois contribuirão para a formação da copa e serão mais produtivos, uma vez que os frutos terão melhor exposição solar.

Ramos secos, danificados ou doentes também são inúteis. Ramos danificados podem ser uma porta de entrada para pragas e doenças, por isso devem ser cortados imediatamente.

Ramos ladrões são ramos vegetativos, muito vigorosos, verticais, pouco ramificados e podem brotar tanto do enxerto como do porta-enxerto.

  • Ramos ladrões originários do enxerto, ou seja, do tronco são inúteis e prejudicam o crescimento da árvore. A árvore precisa apenas de um tronco forte e estes rebentos consomem nutrientes, reduzindo a produtividade dos ramos.
  • Ramos ladrões originários do porta-enxerto são também conhecidos como brotos basais. Tal como os rebentos originários do tronco, estes reduzem o rendimento dos ramos da copa. Eles crescem extremamente rápido e roubam os nutrientes que deveriam ser consumidos pelo tronco da árvore.

Ramos demasiado compridos tornam-se mais fracos e correm o risco de quebrar ao suportar o peso dos frutos. Cortar estes ramos torna-os mais fortes ao mesmo tempo que permite definir os contornos da copa.



Como Cortar?


Ramos ladrões podem ser removidos cuidadosamente à mão se ainda forem pequenos e formados recentemente ou então cortados com a tesoura de poda se já estiverem lenhosos. 

Os outros ramos têm de ser cortados no pescoço do ramo (também chamado de colar do ramo), ou seja, a área inchada onde o ramo de une ao tronco. Esta é uma área favorável à cicatrização. Se for cortado correctamente e o pescoço do ramo ficar intacto a ferida irá selar mais facilmente, o que também é crucial para proteger a árvore contra pragas e doenças.

Também é usual encontrar galhos saudáveis e galhos secos no mesmo ramo. Neste caso, corta-se o galho seco onde ele começa, ou seja, na inserção com o ramo. 

O corte ideal deve ser preciso e realizado de uma só vez, sempre que possível com uma inclinação de aproximadamente 45º, o que evita a acumulação de água que pode causar o apodrecimento do ramo e o aparecimento de fungos.

Após a poda deve-se aplicar uma pasta selante nos cortes para que cicatrizem mais rapidamente e não fiquem expostos aos elementos que podem originar doenças. A pasta deve ser aplicada por cima e à volta para cobrir toda a área do corte.

No nosso video poderão ver, na prática, como se procede aos cortes e qual a quantidade de ramos que foi retirada de uma só árvore.

O verão está aí, por isso...mãos à obra! :)


VIDEO - Como Fazer a Poda Verde










Sem comentários:

Publicar um comentário