" Blog da Horta Biológica: Protector Solar Natural DIY

Protector Solar Natural DIY

Cá em casa já fazemos o nosso protector solar há alguns anos e neste post vamos partilhar a nossa receita. Tal como todos os outros produtos naturais há muitas razões para fazer o próprio protector solar. Proteger a saúde e o meio ambiente serão, certamente, as principais. Neste post vamos falar um pouco sobre protectores sintéticos vs protectores naturais, os ingredientes naturais e o seu FPS (Factor de Protecção Solar) e vamos mostrar como fazer. Vejam também o nosso video explicativo no final do post.





Sintético vs Natural


Infelizmente, no que toca a produtos sintéticos vs naturais, existe sempre alguma controvérsia. Por um lado, já existe uma grande vontade por parte de muitas pessoas de voltar às tradições, aos produtos simples e naturais que respeitam a saúde e o meio ambiente e que, até ao aparecimento das indústrias químicas em décadas recentes, eram os produtos que se faziam e eram usados por toda gente. Por outro lado, as indústrias químicas reclamam que há perigos em usar produtos naturais por serem fracos e que os ingredientes sintéticos são todos testados. Em princípio, todos sabemos o que está por detrás disso, por isso, neste post não vamos discutir o que é melhor ou pior e a utilização de  sintéticos ou naturais deve ficar ao critério de cada um.



Sintéticos


Vamos começar por apresentar alguns factos que pesquisámos acerca dos protectores solares sintéticos. 

Muitos protectores solares, bem como bálsamos labiais e hidratantes contêm, entre vários ingredientes tóxicos, um composto chamado oxibenzona também conhecido por benzofenona-3 ou BP-3 que é um químico que bloqueia os raios UV. No entanto, é conhecido por causar desregulação do sistema endócrino, bem como danificar o DNA dos corais e já foi banido em vários países. Podem saber mais sobre oxibenzona aqui e também neste estudo (apenas disponível em inglês).

Apesar disto, não é raro encontrar quem defenda que não se deve fazer protector solar em casa, porque não se consegue saber ao certo o FPS e as probabilidades de sofrer de queimaduras são altas. Bom...podemos dizer que cá em casa ambos temos a pele clara e nunca apanhámos nenhum escaldão desde que usamos o nosso protector. 



Naturais


Os protectores naturais são eficazes e protegem o meio ambiente e a saúde de um modo geral, utilizando bloqueadores minerais como óxido de zinco ou dióxido de titanio que são naturalmente de largo espectro. O óxido de zinco funciona através da reflexão dos raios UV e é também usado como princípio activo em pomadas, principalmente para cuidar das assaduras do rabinho dos bebés. No entanto, ao contrário dos protectores sintéticos, os naturais poderão não ser tão resistentes à água nem ter um FPS tão elevado, o que significa que as aplicações têm de ser feitas com mais frequência. 


Antes de passarmos aos ingredientes e ao FPS, é importante lembrar que quer usem protector sintético quer usem natural e, independentemente do tipo de pele, é preciso ter cuidado e não apanhar demasiado sol, pois nem um nem outro protegem realmente contra o cancro ou outros problemas de pele. Para tudo é preciso usar o bom senso.



FPS - Factor de Protecção Solar 


O FPS é o indice que determina o tempo de permanência ao sol sem causar o aparecimento de eritema, ou seja, sem que a pele fique vermelha pela radiação solar. De uma forma simples, quando exposta ao sol a pele leva um determinado tempo a ficar vermelha. Ao usar um produto com FPS 15, a pele leva 15 vezes mais tempo a ficar vermelha. Assim, se a pele suporta ficar exposta ao sol por 2 minutos sem queimar, com um FPS 15, pode expor-se ao sol por um período 15 vezes mais longo, ou seja, 30 minutos.


Para além do óxido de zinco, os protectores solares naturais são maioritariamente feitos á base de gorduras vegetais, cada uma delas com o seu FPS. Estudos científicos têm sido feitos ao longo dos anos para apurar o FPS de cada gordura. Alguns destes estudos podem ser consultados no site Natural Oil SPF List e também no site Pharmacognosy Magazine (ambos os sites têm informação apenas disponível em inglês). Iremos apresentar o FPS de cada ingrediente mais a baixo na receita.



Óxido de Zinco 


Ao contrário dos protectores sintéticos em que os ingredientes tóxicos penetram na pele, nos protectores naturais  o óxido de zinco fica à superfície da pele, sem penetrar e espalha e reflecte os raios UVA e UVB, funcionando como barreira natural. Para tal, o óxido de zinco utilizado tem de ser sem nano-partículas, para que não haja penetração na pele e, subsequentemente, na circulação sanguínea. Também é importante não respirar o pó do óxido de zinco ao adicioná-lo à receita, por isso, é aconselhável usar uma máscara de protecção.


Vamos ver como calcular o FPS na utilização do óxido de zinco.

FPS até 5:  5% de óxido de zinco da quantia total da receita
FPS 6 a 12: 10% de óxido de zinco da quantia total da receita
FPS 13 a 20: 15% de óxido de zinco da quantia total da receita
FPS superior a 20: 25% óxido de zinco da quantia total da receita

A receita que fazemos dá aproximadamente 250ml de protector solar. Assim, usamos 4 colheres de sopa de óxido de zinco, ou seja, o equivalente a 60ml para que fique com FPS superior a 20.



Receita


Ingredientes

1/2 Cup Óleo de Coco - FPS 7
1/4 Cup Óleo de Amêndoas Doces - FPS 5
1/4 Cup Cera de Abelha
2 C. sopa Manteiga de Karité - FPS 4-6
1 C. chá Óleo de Sementes de Framboesa FPS 28-50
1 C. chá Óleo de Sementes de Cenoura FPS 35-40
4 C. sopa Óxido de Zinco (sem nano-partículas)
Óleos Essenciais (opcional)*

*Pode usar-se óleo essencial com efeito repelente de insectos. Não se pode usar óleos essenciais de citrinos por causarem fotossensibilidade. Pode usar-se um óleo essencial ou uma sinergia (combinação). Usar até um máximo de 40 gotas.

* Quem não quiser ou não puder usar óleos essenciais, pode macerar os óleos vegetais em ervas com efeito repelente. Podem ver neste post as ervas com efeito repelente de insectos e neste post como fazer uma maceração.



Como Fazer


  1. Numa panela, em banho-maria, adicionar os óleos, a cera de abelha e a manteiga de Karité. Deixar derreter e mexer para misturar bem;
  2. Verter para um frasco de vidro;
  3. Adicionar o óxido de zinco (usar máscara para não respirar o pó);
  4. Mexer bem;
  5. Adicionar os óleos essenciais;
  6. Ir mexendo ocasionalmente enquanto arrefece para que o óxido de zinco fique bem incorporado. Poderá levar até 1h para solidificar.

Guardar à temperatura ambiente, num local fresco e seco até 6 meses.



Algumas Considerações Muito Importantes


  • De acordo com os estudo científicos efectuados, os valores de FPS são aproximados.
  • Esta é uma receita natural  e caseira, pelo que não foi testada em laboratório por qualquer entidade reguladora. Por esta razão não é possível informar o FPS exacto da receita final. 
  • Este protector solar não é à prova de água, por isso deve ser aplicado novamente depois de nadar.
  • A utilização deste protector não dispensa os cuidados habituais com a exposição ao sol, como evitar as horas de maior calor e moderar o tempo sob o sol, fazendo tantas aplicações quanto necessário.



Produtos Que Compramos Para Esta Receita E Recomendamos Pela Sua Alta Qualidade
























Sem comentários:

Publicar um comentário