" Blog da Horta Biológica: Como Fazer Hidrolato | Água Floral

Como Fazer Hidrolato | Água Floral

Fazer hidrolatos é um excelente meio para tirar partido das propriedades medicinais das plantas, tanto na saúde física como emocional. O bem-estar que esta actividade proporciona é inquestionável. Desde o contacto com a natureza durante a colheita das plantas, ao aroma maravilhoso que deixa no ar durante a destilação e ás suas várias formas de utilização, fazer hidrolatos é uma belíssima forma de cuidarmos de nós e de quem nos é querido. 

Para este post, fizémos hidrolato de alecrim. Vamos explicar o que são hidrolatos, como se fazem e como se conservam. No final do post podem ver também o nosso vídeo explicativo onde mostramos como fazer, passo-a-passo.





O Que São Hidrolatos?


Os hidrolatos, também conhecidos por águas florais ou hidrossóis são obtidos por destilação a vapor. São, na realidade, um subproduto do processo de destilação de óleos essenciais. São muito aromáticos e refrescantes e têm propriedades medicinais e terapêuticas. São usados nos cuidados pessoais, especialmente para pessoas com pele sensível. Vamos então saber o que é necessário para fazer hidrolatos.



Materiais Necessários


  • 1 Panela de inox com tampa
  • 2 Recipientes de vidro resistentes ao calor (ambos têm de ter tamanho adequado para caberem dentro da panela)
  • Cubos de gelo e sacos de congelação
  • Funil
  • Frasco de vidro âmbar (previamente esterilizado)
  • Rótulo para o frasco



Ingredientes Necessários


  • Água destilada
  • Plantas frescas ou secas (nós usámos alecrim acabado de colher)

Não é necessário ter uma quantidade exacta de planta e água. Dependendo da quantidade de planta disponível, escolhe-se o tamanho da panela e a quantidade de água. 




Como Fazer


O método que vamos mostrar é caseiro e muito simples.

  1. No meio da panela, colocar um dos recipientes de vidro virado para baixo;
  2. Espalhar as plantas à volta do recipiente (deve-se colocar uma quantidade de planta suficiente para cobrir as laterais do recipiente);
  3. Adicionar água destilada (deve-se adicionar uma quantidade de água destilada suficiente para cobrir as plantas e as laterais do recipiente);
  4. Em cima do recipiente, colocar o outro recipiente de vidro virado para cima. Este é o recipiente que vai recolher a água floral;
  5. Colocar a tampa (invertida) sobre a panela;
  6. Em cima da tampa colocar um saquinho de cubos de gelo. É importante ter previamente preparados alguns saquinhos de cubos de gelo, pois durante o processo de destilação o gelo irá derreter e será necessário ir trocando os sacos;
  7. Deixar em lume brando por cerca de 45 minutos;
  8. O calor a baixo e o gelo a cima causam condensação dentro da panela e o hidrolato, que também contem pequenas partículas de óleos essenciais, será colectado dentro do recipiente de vidro; 
  9. Ao final dos 45 minutos, desligar o lume e deixar arrefecer;
  10. Com a ajuda de um funil, verter o hidrolato para dentro de um frasco de vidro âmbar;
  11. Colocar um rótulo com o nome do hidrolato e a data em que foi feito.


Quantidade de Hidrolato


A quantidade final de hidrolato irá sempre variar de acordo com vários factores, tais como:

  • A quantidade de planta disponível;
  • Se a planta usada é fresca ou seca;
  • Se a planta for fresca, a quantidade de água na sua composição que, por sua vez, depende de factores como a chuva, a humidade do ar e o solo. Ainda que as plantas possam ser retiradas vez após vez do mesmo arbusto, o resultado final poderá não ser sempre o mesmo.

Para saber o rendimento aproximado, pode-se pesar a quantidade inicial de planta e a quantidade final do hidrolato. No entanto, conforme dissemos, os resultados poderão sempre variar.

Se, ao final dos 45 minutos, houver pouca quantidade de hidrolato, pode-se continuar a adicionar água destilada dentro da panela e continuar o processo por mais algumas horas. É importante estar sempre por perto para ir trocando os saquinhos dos cubos de gelo e verificar se é necessário adicionar mais água dentro da panela.



Como Conservar


A melhor forma de conservar os hidrolatos e prolongar a sua vida útil é em frascos de vidro âmbar, num local escuro e fresco. Podem ser armazenados no frigorífico, mas nunca no congelador. Nestas condições poderão durar até 2 anos.



Formas de Utilização


Conforme mencionámos, os hidrolatos contêm as propriedades das plantas e, por serem tão suaves, são excelentes para quem tem pele sensível. Podem ser usados de várias formas:
  • Saboaria natural
  • Tónico facial
  • Cuidados capilares
  • Formulação de cremes e loções faciais e corporais, ao ser adicionado na fase aquosa das emulsões
  • Aromaterapia


Fazer hidrolatos é muito simples e é uma forma de levar uma vida mais natural. Experimentem e não vão querer outra coisa! :)

Vejam agora o nosso vídeo onde mostramos como fazer na prática. Se ainda não subscreveram o nosso canal do Youtube aproveitem a oportunidade para o fazer para receberem, em primeira mão, os nossos conteúdos sobre o incrível mundo das plantas!



VIDEO - Como Fazer Hidrolato | Água Floral












Sem comentários:

Publicar um comentário