" Blog da Horta Biológica: Chorume de Urtiga: Benefícios e Como Fazer

Chorume de Urtiga: Benefícios e Como Fazer

A urtiga é um planta excelente, não só na gastronomia e na saúde, como também no cuidado com as outras plantas nas tarefas agrícolas ou jardinagem. Neste post vamos falar sobre os benefícios do chorume da urtiga e, no final, deixamos o nosso video explicativo sobre como fazer o chorume passo-a-passo.




O Que é Chorume de Urtiga?

O chorume de urtiga é um líquido concentrado obtido através das maceração desta planta. Este é um processo biológico que leva vários dias e resulta da decomposição de resíduos orgânicos. O chorume de urtiga beneficia tanto as plantas como o solo e pode ser usado tanto para pulverizar as folhas como para regar.  


Benefícios


O chorume de urtiga é um grande aliado da agricultura biológica por ser um produto totalmente natural e muito versátil na sua utilização. É um excelente fertilizante, eficaz estimulante do crescimento das plantas, tem acção protectora contra doenças, efeito repelente contra pragas e é também um activador de composto. 


Fertilização


A urtiga, entre outras propriedades, apresenta alto teor de azoto, enxofre, ferro, fósforo, silício, magnésio, potássio, vitaminas e micronutrientes. Muitos destes existem, por vezes, em quantidades limitadas na terra. Por ser tão rica em propriedades, a urtiga pode ser usada como fertilizante liquido, enriquecendo o solo e desenvolvendo o crescimento da planta.

Crescimento


A urtiga beneficia o solo e o crescimento das plantas de várias formas:

  • Absorve o nitrogénio presente na terra, fornecendo-o ás plantas. O nitrogénio é o elemento que as plantas necessitam em maior quantidade, sendo essencial no seu crescimento;
  • Facilita a fotossíntese devido ao dióxido de carbono produzido pelas suas bactérias;
  • A imersão das sementes em chorume de urtiga antes do seu cultivo, estimula o crescimento e a resiliência das plantas.


Protecção Contra Doenças


Ao fornecer ao solo os nutrientes em falta, estimula os mecanismos de defesa das plantas, fortalecendo-as e tornando-as mais resistentes ás doenças, principalmente as que são causadas por fungos, tais como o míldio, o oídio e o mofo.

Repelente de Pragas


Para além de proteger contra doenças, a urtiga tem propriedades bactericidas e anti-sépticas. Na urtiga ocorre naturalmente o ácido fórmico, que é produzido pela planta com a finalidade de autodefesa. Pelas suas capacidades como insecticida natural, é muito eficaz contra pulgões, ácaros, afídeos, a aranha vermelha, a mosca branca e várias outras criaturas indesejadas na horta.

Compostagem


Pelo facto de ter uma grande quantidade de azoto, a urtiga favorece a actividade dos microorganismos sendo um excelente activador do processo de compostagem. As bactérias presentes no chorume estimulam a fermentação e aceleram a decomposição dos resíduos orgânicos. 


Como Fazer Chorume de Urtiga?


Material Necessário


  • 2 Recipientes de 15L de plástico ou madeira (não usar metal)*
  • Luvas de borracha
  • Tesoura
  • 1 Kg de urtigas frescas, de preferência sem flor*
  • 10L de água da chuva ou destilada*
  • Pano para filtrar o chorume
  • Funil
  • 2 Recipientes para armazenar (pode der garrafões de água)

Outras Advertências


  • Deve-se usar camisa de mangas compridas e roupa grossa no geral para evitar irritações na pele. 
  • A preparação deve ser feita ao ar livre devido ao cheiro que vai causar nos dias seguintes.

*Não usar metal, porque as urtigas são ricas em ácidos tais como acético, butírico e fórmico. A reacção entre os ácidos e o metal poderá libertar substâncias tóxicas.

*De preferência sem flor, porque embora as urtigas possam ser colhidas durante praticamente todo o ano, antes da floração elas estão menos fibrosas e decompõem-se mais facilmente. As urtigas mais desenvolvidas também farão o seu trabalho, mas irão levar mais tempo para decompor e irão também resultar em mais tecidos fibrosos, havendo menos aproveitamento da planta.

*Água destilada ou da chuva, porque a água utilizada para fazer o chorume não deve conter cloro. É muito importante, pois o cloro mata grande parte das bactérias responsáveis pela fermentação. 


Modo de Preparação


  1. Cortar as urtigas, colocá-las no recipiente, juntar a água e mexer para misturar bem;
  2. Tapar o recipiente e guardá-lo num local abrigado sem incidência de luz solar directa. A temperatura deve estar entre os 18º e os 25ºC;
  3. Mexer diariamente para libertar os gases acumulados e envolver melhor as plantas na água. Voltar a tapar o recipiente depois de mexer. O tempo do processo de fermentação é demorado e irá depender da temperatura do ar. O calor acelera o processo, o frio atrasa. Geralmente, ao final de uma semana, o processo de fermentação já deverá estar em curso. Sabemos que está em fermentação se houver espuma no cimo da água;
  4. Continuar a mexer diariamente até que a espuma desapareça. Este processo liberta um cheiro muito forte, por isso, deve ser feito ao ar livre. Quando a espuma desaparece o processo de fermentação termina e o chorume está pronto a ser filtrado. Poderá levar para cima de duas semanas até ficar pronto. O chorume que fizémos para este post foi feito durante o mês de Março, no qual tivémos dias muito frios e dias muito quentes. O nosso chorume levou 18 dias até ficar pronto.
  5. Utilizar um pano para filtrar o chorume. Se necessário deverá ser feita mais do que uma filtragem. O líquido deve ficar o mais limpo e livre de restos de planta possível, para que não estrague e tenha um tempo de vida útil mais prolongado;
  6. Colocar os restos da planta na pilha de compostagem.

Armazenar


Armazenar o líquido imediatamente vertendo-o, com a ajuda de um funil, para um recipiente com tampa. Guardar o recipiente num local fresco e sem luz . Nestas condições poderá durar mais de um ano. É também, muito importante colocar um rótulo para nos lembrarmos da data em que foi feito o chorume.



Como Utilizar Chorume de Urtiga?


O chorume de urtiga é altamente concentrado, por isso, deve ser diluído na sua utilização. Vejam, na tabela em baixo, as percentagens de diluição.



Uma boa parte dos hortícolas e outras plantas apreciam o chorume de urtiga. São exemplos disso as couves, os tomates, as cucurbitaceae, as árvores de fruto, as roseiras e outras flores. 

As cebolas e as leguminosas poderão apreciar menos a aplicação do chorume. No entanto, e quando em dúvida, é sempre bom experimentar numa pequena parte da horta e ver como as plantas reagem à rega ou pulverização com o chorume de urtiga.


Todo este processo é demorado e um pouco trabalhoso, mas vale muito a pena! Não há nada como saber que estamos a cuidar de nós, dos nossos alimentos e da nossa terra de forma totalmente natural.


Video - Como Fazer Chorume de Urtiga








Sem comentários:

Publicar um comentário